Artigos e Dicas

A dica deste artigo é sobre controles naturais de pragas e doenças nos jardins, inclusive com a publicação de uma “receita caseira”. Gostaria de iniciar esta nossa conversa com alguns princípios do controle de pragas e doenças, principalmente em relação aos insetos e pequenos organismos. Uma coisa muito comum é a pessoa se desesperar ao encontrar um inseto no jardim e buscar logo um método de controle para o mesmo. Pois saiba que insetos no jardim sempre irão existir, e motivo para preocupação seria a não existência dos mesmos. Isso mesmo, a diversidade biológica de seu jardim, ou seja, a população diversificada de insetos e demais organismos é sinal de saúde, à medida que naturalmente ocorre o controle biológico, quando uma espécie se alimenta de outra.

A presença de abelhas, borboletas, minhocas, libélulas, joaninhas e vespas entre outros, é ótimo, muitos destes se alimentam de outros insetos indesejados como pulgões e lagartas, por exemplo; enquanto outros ajudam na polinização das flores ou fertilizam nosso solo como é o caso das minhocas.

Para que um inseto seja considerado praga, ele deve apresentar população elevada e causar algum tipo de dano significativo, então vamos combinar: nada de sair por aí aplicando inseticidas, mesmo que caseiros, faça antes uma pequena avaliação e use sempre o bom senso!

Ingredientes: 1 pedaço de sabão de coco (+/- 50 gramas) + 4 litros de água quente + 02 cabeças de alho picadas finamente + 4 colheres pequenas de pimenta vermelha picada.

Modo de preparo: dissolver o sabão em 04 litros de água, juntar o alho e a pimenta, deixar descansar por duas horas, coar em um pano fino e aplicar (na forma de pulverização) sobre as plantas atacadas.

Indicações de controle:

Insetos: tripes, pulgões, mosca doméstica, lagartas, mosquito da dengue e mosquitos em geral;

doenças: míldio, podridões e ferrugem.